Início Bem-estar Chá de salsa para os rins: benefícios e propriedades

Chá de salsa para os rins: benefícios e propriedades

259

Você já ouviu falar dos benefícios do chá de salsa para os rins? Tradicionalmente, a infusão preparada com as folhas da erva é indicada para desintoxicar os rins e tratar infecções do trato urinário. Mas essas propriedades têm bases?

Neste artigo, você descobrirá a resposta a esta pergunta e quais são os principais benefícios e contra-indicações para o uso da salsa.

É VERDADE QUE O CHÁ DE SALSA É BENÉFICO PARA OS RINS?

Sim, o chá de salsa realmente faz bem à saúde dos rins. É utilizado para este fim na medicina tradicional, porque é considerado um purificador do sangue e pode dissolver pedras nos rins.

O que acontece é que a salsa contém substâncias com efeitos diuréticos. Ou seja, os fitoquímicos presentes aumentam o volume de urina, pois aumentam a taxa de filtração do sal no sangue.

Com isso, os rins filtram mais sangue ao longo do dia. Causando a eliminação de substâncias nocivas no trato urinário que podem causar infecções, fibrose renal e até pedras e falência de órgãos.

Além disso, a salsa é rica em antioxidantes e vitamina C, substâncias capazes de expelir impurezas que podem se acumular no trato urinário, evitando muitos problemas sérios.

Outro grande benefício é a ação eficaz do chá contra alguns tipos de bactérias que atingem o trato urinário, aumentando o risco de infecções.

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DA SALSA

Vimos que o chá de salsa é rico em substâncias que melhoram a saúde dos rins. No entanto, o consumo desta erva ainda traz vários outros benefícios para o corpo.

Descubra nos tópicos a seguir quais são os outros efeitos benéficos da salsa, ricos em vitamina K e em propriedades medicinais.

RICO EM SUBSTÂNCIAS ANTIOXIDANTES

As folhas de salsa são extremamente ricas em substâncias antioxidantes. Por exemplo, é possível encontrar flavonoides, carotenoides, ácido ascórbico e compostos voláteis. Todas essas enzimas funcionam reduzindo a ação dos radicais livres no corpo em até 65%.

A longo prazo, consumir alimentos antioxidantes ajuda a reduzir o risco de desenvolver várias doenças. Além disso, protege o corpo do envelhecimento prematuro e da degradação natural das células, que podem ser causadas por má alimentação.

AJUDA NO CONTROLE DA GLICOSE

O chá de salsa é um poderoso antidiabético. Isso ocorre porque a erva tem uma ação antioxidante, diminuindo a oxidação das células responsáveis ​​pela liberação de insulina, o hormônio que promove a digestão do açúcar.

Dessa maneira, os níveis de glicose no sangue diminuem naturalmente. Fazendo com que o dano causado pela descarga desta substância no sangue seja atenuado.

Ao mesmo tempo, o chá pode proteger o coração e o fígado dos danos causados ​​pela glicose. Portanto, a salsa é considerada uma opção para quem não sofre de diabetes, mas tem níveis de açúcar no sangue acima do normal.

ALIVIAR A DOR

Devido à presença de compostos antioxidantes e sua ação antiespasmódica, o chá desta erva se torna um analgésico natural.

Antioxidantes protegem as células contra danos, enquanto substâncias antiespasmódicas diminuem as contrações musculares. Ações bastante comuns em episódios de dor, devido ao aumento do fluxo sanguíneo na região afetada.

Além disso, alguns componentes fitoquímicos encontrados na salsa conseguem liberar substâncias responsáveis ​​pela percepção da dor. Dessa maneira, há alívio natural sem os efeitos colaterais presentes nos medicamentos sintéticos.

FORTALECE O SISTEMA IMUNOLÓGICO

Outro motivo para consumir chá de salsa é a capacidade de fortalecer o sistema imunológico. Antes de tudo, é necessário saber que existem várias substâncias que atuam melhorando a ação das células de defesa no organismo.

Alguns destes são antioxidantes e vitamina C. Ambos são encontrados em grandes quantidades nas folhas de salsa. Dessa maneira, consumir a erva como infusão ou na natureza estimula a formação e ação de anticorpos.

Com isso, o corpo está melhor preparado para agir contra infecções e outros problemas. Tornando-o menos suscetível a ficar doente.

REGULA A MENSTRUAÇÃO

Algumas das substâncias encontradas nas folhas de salsa têm a capacidade de regular o ciclo menstrual. Isso acontece graças à estimulação do estrogênio, um hormônio feminino ligado ao controle da ovulação.

Dessa forma, as mulheres podem consumir chá de salsa para tratar problemas relacionados ao período menstrual, diminuir a dor durante o período ou aumentar a fertilidade.

COMBATE BACTÉRIAS

A salsa é tradicionalmente indicada para tratar infecções do trato urinário, principalmente devido ao seu efeito antibacteriano.

Em outras palavras, substâncias encontradas nas partes aéreas da erva podem inibir o crescimento de vários tipos de bactérias, especialmente aquelas que atacam os rins, fígado e estômago.

ATUA NA LUTA CONTRA INFECÇÕES

Graças à combinação de efeitos antioxidantes e antibacterianos, a salsa tem uma forte ação anti-inflamatória. Primeiro, você precisa saber que a inflamação é a resposta de defesa do corpo contra lesões.

Ocorre devido ao acúmulo de células de defesa no local afetado e aumento do fluxo sanguíneo na região. O que dá o efeito vermelho, quente e dolorido que a inflamação deixa no local afetado.

Graças à ação dos antioxidantes, que reduzem a ação dos radicais livres, esse processo é atenuado. Além disso, as propriedades antibacterianas contribuem para a expulsão do elemento que está causando o processo inflamatório.

RICO EM VITAMINAS E MINERAIS

Em uma única xícara de chá, é possível encontrar mais de 10 vezes os níveis diários de vitamina K e mais do que o recomendado por dia para as vitaminas A e C. Há também o complexo de vitamina B, como B3, B5, B6 e B9 ou folato.

Minerais como cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, sódio e zinco também podem ser encontrados nesta erva. Além de cobre, selênio e manganês em pequenas quantidades, mas que são absorvidos pelo organismo.

Tudo isso com poucas calorias, porque o equivalente a 60 gramas (ou uma xícara de salsa) contém apenas 21 calorias.

PROTEGE O CÉREBRO

Um estudo de 2016 indicou que o chá de salsa pode ajudar a reduzir os danos cerebrais causados ​​pela oxidação das células. Parte desses benefícios está relacionada à grande quantidade de antioxidantes presentes na erva.

Portanto, a salsa contribui para o aumento das conexões entre os neurônios, impedindo o aparecimento de doenças degenerativas e melhorando a memória a longo prazo.

DIMINUIR OS RISCOS DE ACIDENTES CARDIOVASCULARES

Finalmente, consumir chá de salsa diariamente pode reduzir os riscos de acidentes cardiovasculares. Graças à ação dos carotenoides, que atuam diminuindo a pressão sanguínea e os espasmos cardíacos.

Além disso, inibe a ação dos radicais livres, protegendo as células cardíacas do sofrimento e do acúmulo de plaquetas. Com isso, o órgão permanece saudável por mais tempo e pode se regenerar melhor após sofrer danos.

COMO PREPARAR O CHÁ DE SALSA?

Você já viu os benefícios do chá de salsa para o corpo e deseja adicioná-lo à sua vida diária? Bem, você sabe, é muito fácil de preparar.

Uma dica importante é sempre que possível usar folhas frescas da erva, para melhor manter as propriedades medicinais da salsa.

Ingredientes:

4 colheres de sopa (sopa) Bem cheio de salsa deixa
2 xícaras de água.

Modo de preparação:

Leve a água ao fogo até ferver. Uma vez feito, desligue o fogo e adicione a salsa. Logo depois, cubra a panela e deixe em infusão por 10 minutos. Quando o tempo acabar, coe as folhas e o chá estará pronto para ser tomado.

Idealmente, a infusão é consumida sem açúcar. No entanto, nem todos podem apreciar o sabor notável da salsa. Por esse motivo, você pode preparar a bebida misturando limão, canela, gengibre ou mel.

Todos esses ingredientes ajudam a maximizar os efeitos positivos da salsa, mascarando o forte sabor da erva.

QUANDO E COMO DEVE SER CONSUMIDO?

O ideal é consumir o chá no máximo três vezes ao dia. Sempre após as refeições, para que possa ser absorvido rapidamente.

Para problemas renais, este tratamento deve ser realizado durante um período de 30 dias. Após esse período, você deve manter um período superior a 30 dias para a desintoxicação, no qual deve permanecer sem consumir salsa.

Esse processo serve para evitar overdoses e problemas relacionados a reações alérgicas em pessoas mais sensíveis.

PRECAUÇÕES E CONTRA-INDICAÇÕES

Por ser uma erva usada para fins culinários, a salsa é considerada segura para consumo. No entanto, o chá de salsa deve ser tomado com cuidado.

Primeiro de tudo, não é hora de consumir chá logo antes ou após os procedimentos cirúrgicos. Devido à ação hipoglicêmica.

A salsa não deve ser consumida juntamente com os anticoagulantes, pois pode potencializar os efeitos desses medicamentos no corpo.

Mulheres grávidas ou lactantes também devem evitar a salsa, pois pode ser abortiva ou diminuir a produção de leite. Tudo isso, devido ao aumento de estrogênio, o que favorece a ovulação.

Mesmo que a principal indicação do chá de salsa seja para os rins, ele não deve ser tomado por quem sofre de problemas crônicos que afetam esse órgão. Isso devido ao poder estimulador, que pode comprometer a musculatura do órgão e até levar a problemas maiores.

FONTE: elhorticultor